Resenha: As Vantagens de Ser Invisível.

www
Esse post trata-se de uma resenha literária e pode conter spoilers.

Sou suspeita para falar sobre As Vantagens de Ser Invisível já que é um dos meus livros favoritos, mas é sempre bom compartilhar nossa opinião e saber o que as outras pessoas pensam certo? Pois bem, vamos a resenha.

Demorei um certo tempo para me convencer de que eu deveria investir meu dinheiro no livro, sempre fico com um pé atrás quando quero ler livros infanto juvenis, nada pessoal, mas a maioria deles aborda romances entre a garota estranha e o cara popular do colégio o que me irrita bastante. O que acabou me levando a compra-lo foram os diálogos que eu encontrava no Tumblr, as imagens com cenas do filme que eu me identificava - me recusava a assistir o filme, gosto de ler primeiro o livro pra depois ver o estrago (ou não) que fizeram com ele na telona - e confesso que a Emma Watson estampada na capa do livro também deu uma colaboradinha pra isso, enfim, vamos as informações básicas.

Autor: Chbosky, Stephen.
Editora: Rocco.
Categoria: Literatura Infantojuvenil / Literatura Juvenil.
Sinopse: Enveredando pelo universo dos primeiros encontros, dramas familiares, novos amigos, sexo, drogas e daquela música perfeita que nos faz sentir infinito, o roteirista Stephen Chbosky lança luz sobre o amadurecimento no ambiente da escola, um local por vezes opressor e sinônimo de ameaça. 
Preço Estipulado: R$ 25.00.

Charlie é um adolescente solitário, observador e com uma mente complexa que compartilha com os leitores do livro cartas sobre sua vida, desde lembranças de sua infância até seus atuais momentos na adolescência. Na verdade, não se sabe se Charlie realmente se chama Charlie, pois ele começa sua primeira carta nos dizendo que mudará o nome da maioria das pessoas para manter seu anonimato. Após o suicídio de seu melhor amigo, Charlie faz amizade com alunos do último ano de sua escola, e além de conhecer um mundo ao qual não pertencia ao lado dos irmãos Sam e Patrick, descobre também em Sam o seu primeiro amor (obviamente não correspondido como tudo nessa vida injusta). Com o passar da leitura, podemos entender que um determinado acontecimento na infância de Charlie o fez ser um adolescente complexo, esclarecendo muitas coisas que acontecem no decorrer da história.

Além de tudo o livro possui grandes referencias musicais, passando de David Bowie a The Beatles.

Apesar de ser uma leitura leve e gostosa de se fazer, o livro aborda assuntos como suicídio, drogas, conflitos emocionais e sexo, mas nada que pese na mente. Sem dúvidas, recomendo a leitura.
E vocês, já leram As Vantagens de Ser Invisível? Viram o filme? O que acharam? Tem algum outro livro para recomendar? Digam nos comentários!

5 filmes para assistir no frio.

www
Frio, a melhor época do ano para dormir e a pior para tomar banho. Mas tudo bem, pra tudo tem um jeito.

Já que no frio ficar no computador endurece os dedos e andar endurece a alma a única salvação é se enrolar nas cobertas, fazer uma pipoquinha e assistir vários filmes dormir também é uma boa.

Não sabe que filme assistir? Selecionei cinco filmes que já assisti mais de 100 vezes e não me arrependo, que tal dar uma olhada?

Inspiração: Roy Lichtenstein.

www
Antes, o que eu mais tinha eram ideias, minha mente não parava de funcionar um minuto sequer, às vezes a pobrezinha trabalhava tanto que eu tinha vontade de arrancá-la e vende-la no Ebay, ai decidi criar o blog, pra ter um espaço onde colocar tudo o que se passava na minha mente sem me sentir sobrecarregada. Mas, de repente, logo após ter criado o bendito blog, todas as minhas ideias sumiram, o que explica a maioria dos posts daqui se resumirem em playlists e reclamações minhas.

Nos últimos dias tenho ido atrás de coisas que me inspirassem, e nessa minha intensa exploração, descobri inspirações como: Coca Cola, Los Hermanos (me inspira, mas é cada texto fossa que não sei se um dia vocês vão lê-los), alguns blogs que pretendo compartilhar com vocês mais pra frente, Tumblr e ENFIM o assunto do post de hoje: Roy Lichtenstein. Se você tem um computador com acesso a internet pode ter certeza que já viu uma de suas ilustrações, mesmo que não tenha dado atenção, ALGUMA DELAS, você viu (e se não viu vai ver agora então senta ai).

Roy Fox Lichtenstein nasceu em Manhattan, no dia 27 de outubro de 1923, a melhor parte de suas obras, na minha visão, é que elas buscam lembrar histórias em quadrinhos, o que é bem diferente da maioria  das obras que encontramos, além de tudo, a parte bonitinha e meiga do Roy (somos amigos íntimos de vidas passadas, não preciso ficar repetindo o sobrenome dele sempre) é que do mesmo jeito que muitas pessoas buscam inspiração em suas obras, o que o inspirou a iniciar suas artes foi o Mickey. Sim, o Mickey! (falar o nome dele fez minha mente reproduzir aquela risadinha que ele sempre da).

(clique nas imagens para amplia-las)



Vocês também podem obter mais informações, e até mesmo procurar por obras que inspirem em seu site oficial o The Roy Lichtenstein Foundation.

*É possível conhecer mais sobre suas obras acessando o site da Artsy.

Já conheciam suas obras? Gostaram de alguma especial? Me contem nos comentários!

As ilustrações de Suelen Lima.


www

Primeiro dia do mês, e ninguém quer saber disso porque todo mundo tem calendário em casa, mas ok. Ontem eu queria ter postado um "New Stuff" PORÉM minha câmera já não é das melhores e pra ajudar ficou nublado o dia todo, ai eu pensei "Ah, eu posto na segunda" pois bem chegou segunda e: mais nublado que domingo. É Deus dizendo pra não fazer o post. Então, enquanto o tempo não colabora, vou adiando o post.

Assim como Deus mandou sinais para que eu ainda não postasse o "New Stuff", creio que Deus mandou sinais para me mostrar sobre o que eu devia postar hoje e esse sinal ainda vem em cor de fogo, sim, estamos falando de Suelen Lima (recomendo que vocês imaginem fogos de artifício ao ler o nome dela, fica mais emocionante). No último post, também mostrei algumas ilustrações, e eis que o sinal de Deus foi um comentário da Suelen, que me fez pensar: "Por que não postar as ilustrações dela também?" e aqui estamos nós.

A primeira vez que "encontrei" a Suelen foi por meio de uma indicação no Spazio DM (que eu muito envolvida com o mundo dos blogs só descobri que voltou ao ar hoje) a Débora falou tão bem dela, que acabei ficando curiosa e clicando no link do blog, ai pronto, foi coração pra todo lado, desde então nunca mais parei de acessar o blog (apesar de ter ficado um bom tempo só visitando, já que não comentava em nenhum blog), a Suelen além de ser muito simpática com os leitores, tem um jeito de escrever seus posts que sempre me faz rir, e suas ilustrações são as coisas mais fofas que eu já vi na vida. Ai vão algumas delas para vocês se apaixonarem.




No caso, essa fofura ruiva das ilustrações é a Mini-Suu, que me faz rir sozinha de vez em quando, posso parecer maluca, mas toda vez que vejo o inicio do quadro "Divã da Mini-Suu" acabo rindo da pose em que ela fica e da frase "Encosta tua cabecinha no meu divã de ryca e chora".

Além do talento com as ilustrações, Suelen também sabe fazer posts mais do que interessantes em seu blog, ficou curiosa? Da uma espiadinha no Rosto De Neve.

E ai, já conheciam a Suelen? Contem nos comentários!