Self image 2015.

Um ano se passou, eu continuo preferindo que me chamem apenas de Tati. Pois é, as pessoas ainda confundem Tatiane com Tatiana e eu continuo odiando ter que ensinar a maneira certa de pronunciar meu nome.

Ainda ando pelas ruas querendo que não me notem (na verdade nem ando tanto assim, um beijo no cangote do sedentarismo) mas uma nova diferença surgiu: eu não quero que me notem em nenhum lugar. Antes essa possibilidade era até agradável, mas nesse um ano eu entendi que se tem uma coisa que eu não quero, é ser notada.  A não ser que você vá me oferecer comida ou um novo emprego, podemos até negociar nesses casos. Continuo me irritando quando puxam assunto quando tudo o que eu quero no momento é ficar quieta, inclusive peguei uma mania ridícula de revirar os olhos pra tudo que não gosto e de falar "Tá bom." repetidas vezes até desistirem de manter uma conversa comigo. Juro que não sou antissocial, isso é preguiça mesmo.

Eu aprendi a usar sapatilhas! Esse sem dúvida foi um dos melhores acontecimentos que 2014 trouxe. É difícil encontrar uma que me agrade (a que eu mais uso tem uma coruja estampada, pra vocês terem noção da gravidade da coisa) mas pelo menos eu aprendi.

Eu tinha um problema em ajudar as pessoas e nunca ser retribuída, até comentei que eu sempre dizia que ia parar com isso e nunca o fazia. Pois bem, a Tatiane versão 2015 finalmente mudou isso, mereço ou não mereço aplausos? 2014 me mostrou o quanto as pessoas conseguem ser horríveis quando querem, mesmo quando você as ajuda. No fim tomei um belo de um tapa na cara, e agora não faço mais nadinha por ninguém que não tenha um vinculo muito forte comigo. Mas meu problema nesse quesito ainda precisa ser finalizado, já que a pessoa ainda faz questão de me atormentar. Nada que uma conversa com um pouco de ameaças não resolva, eu acho.

Nesse ano sou oficialmente formada no Ensino Médio. Levo comigo apenas o primeiro ano dele, os outros dois quero esquecer absolutamente tudo. Falando em fim de Ensino Médio, achei que fazer 18 anos ia ser O BABADO. Agora faltam só quatro meses e eu quero voltar para os 15. Também tem a faculdade, falta menos de um mês para minhas aulas começarem. Ainda não é total certeza de que eu consiga, dependo do ProUni pra isso, defensores de Aécio que me perdoem mas na minha visão o programa é sensacional. Alias uma das grandes dúvidas que eu tinha há um ano atrás era o famoso "O QUE FAZER DA MINHA VIDA?" depois de chorar de tanto pensar nisso um dia antes do ENEM, decidi que seria Marketing. Não, não é Publicidade e Propaganda, É MARKETING, SENTE O GLAMOUR. Mas ainda me lamento diariamente por ter que desistir de Psiquiatria graças aos anos anteriores de Medicina.

Ando bem desanimada com grande parte das coisas (o que também explica um blog tão parado como esse) principalmente com o trabalho. É incrível como algo tão pequeno te destrói por completo, preferia estar sofrendo de amor do que trabalhando em um lugar que não me faz bem.

Falando em amor, não sofro mais por ele. Esqueçam meus textinhos dramáticos, isso é passado. Não que a vida amorosa seja como Brad Pitt e Angelina Jolie, mas um dia todo mundo deixa de ser a menininha romântica. Prioridades, né meus amados?

Em 2014 eu parecia ser mais quieta, olha o tamanho desse texto pra que tudo isso?
Não vou reler o texto, paro por aqui porque assim falo sinceramente quem sou nesse novo ano.
Em 2016 vou me arrepender de ter escrito tudo isso, posso sentir.

A ideia do Self Image é do Eric que os publica anualmente. Como o fiz no ano passado, decidi fazer esse ano também. E vocês, também fizeram? Me mostrem nos comentários!

3 comentários:

  1. Tati, achei legal seu texto, pois vi muita sinceridade nele. Acho que é uma fase e respeite isso. Ah, eu também não gosto quando confundem meu nome e não sabe se ele termina com e ou com a.
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
  2. Tati, me identifiquei com praticamente cada linha do seu texto, sobre a preguiça de interagir, sobre superar a dificuldade de dizer não, até sobre o ensino médio, terminei esse ano e preferia esquecer dos dois últimos, enquanto o primeiro guardo com muito carinho. Espero que 2015 seja um ano maravilhoso para você, boa sorte no trabalho e com a faculdade, tenho certeza que vai dar tudo certo! Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Gosto de texto assim, que a gente mostra a cara limpa!
    Que dê tudo certo na faculdade, mas que eu ainda leia muitos textos de amor. Prioridades são prioridades, mas pro amor a gente sempre da um jeito hahaha (mas que esses textos sejam cada vez mais felizes)


    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3