Um combo triplo pra viagem.



Antes de me conhecer, há algo muito importante a meu respeito que é necessário saber: eu nunca vou, nunca mesmo. De todos os meus defeitos, os que se destacam sem que eu perceba é a preguiça, a insegurança e a ansiedade, juntando os três, temos um combo de fast food, aqueles que te fazem mal, mas você não vive sem.

Já mantive uma alimentação equilibrada, fiz caminhadas e dormi oito horas por dia na intenção de ser menos preguiçosa? Já. Funcionou? Só no primeiro dia. Já tentei superar as coisas colocando a cara e a coragem? Já. Funcionou? Nunca, a insegurança me faz ser tímida desde que me declarei gente, o que faz com que um simples ato de perguntar as horas para alguém se torne um mini infarto, e a ansiedade, bom, esse é um problema que tem uma ligação além do emocional, é uma questão de saúde, então só vou vivendo, contando até dez quando tenho sensações estranhas e respirando profundamente. Esse combo triplo de fast food, me faz cotidianamente deixar de fazer coisas que quero. Combino de sair com pessoas que eu realmente gosto, mas no dia sempre penso em um jeito de escapar porque a preguiça não deixa, e vai que acontece alguma coisa ruim, né? Melhor ficar em casa.

Prevenção é um detalhe importante pra vida, muitas cacas podem deixar de acontecer graças a ela, mas quando pensamos demais em algo, paramos de fazer coisas muito simples, e isso se tornou um problema tão grande, que eu fico aqui vendo metade dos blogs que acompanho participando do BEDA (Blog Everyday August) e a única coisa que eu sei é pensar em como eu queria estar participando também, e adivinhem só por que eu não me joguei nessa maré toda de posts diários? Porque antes eu decidi passar no meu fast food mental e pedir um combo triplo.


Eu estou chateada? Bastante.
Foi melhor assim? Não sei dizer.
Os dedos até coçam pra participar mesmo atrasada? Todos os dias.
Eu vou participar? Quem sabe no ano que vem.
As condições emocionais expressas nesse blog não são recomendadas pelos especialistas. Em caso de sentimentos parecidos, procurar ajuda.

* Como eu vim a este mundo destinada a sofrer e não estou participando, vou deixar aqui os links dos blogs que estão fazendo o BEDA e que eu acompanho (em ordem alfabética pra não ter briga): Deixa Molhar; Ela, Rafaela; Me Paga Uma Coca?; Milarga; Minha Vida Como Ela É; SO CONTAGIOUS; Wink.

15 comentários:

  1. Posha Tati D: Não vou dizer que nada disso passa e etc porque esse discurso pré-elaborado é um saco, mas às vezes o que faz bem pros outros não faz bem pra gente - tipo essa coisa de se exercitar e se sentir bem, eu não entendo isso. Ir dormir todo dia no mesmo horário também não me faz desligar e ter horário regrado. Cada um é cada um, e você tem as suas questões e deve existir um modo de VOCÊ lidar com elas.
    Sobre ansiedade, na verdade é uma resposta natural do nosso corpo - uma pessoa que não se sente ansiosa É PREOCUPANTE! Infelizmente com o boom de "transtornos de ansiedade" (que nem sempre são, mas enfim), as pessoas acham que ser ansioso é algo ruim. No seu caso me parece ruim porque é algo que te incomoda - e ninguém merece ficar se sentindo frustrado, incomodado ou sofrendo por qualquer coisa -, então talvez seja uma boa prestar atenção em quais momentos você fica ansiosa e tentar entender o porquê. Eu costumo ficar ansiosa a noite D: e por isso tenho insonia, e nenhum remédio, cházinho e etc resolve pra mim (recorri à terapia porque SOU DESSA HUSHUHASUHAS mentira, eu preciso por causa do estagio >:).
    Sobre o BEDA, eu ando na filosofia de que são escolhas, e se você escolhe não fazer parte dessa vez tem um motivo. Eu acho que seria pior você se desafiar a fazer e terminar frustrada (eu posso exemplificar com as minhas metas pro ano de 2015: só fiz 5 ou 6 metas, mas estou trabalhado sempre e conseguindo cumprí-las aos poucos, o que me deixa bem feliz e realizada :D).
    Sobre preguiça, eu não opino nadinha pq também tenho e sofro com ela (podia estar lendo textos da prova de terça, mas to aqui, procrastinando). Eu costumo me sentir mal pq sinto que sou improdutiva, daí bolei uma forma de observar como passo o meu dia e me senti bem melhor.

    Enfim, um comentário quase terapêutico aqui HASUHHAUHASAHHSASUSH mas sei lá, ressalto que as vezes a gente precisa olhar pra si mesmo e perceber o que estamos fazendo em vez do que _não_ estamos fazendo. me ajudou muito (e sou dessas que deixa de ir em rolê porque não tá afim também). Se precisar conversa, dá um toque migs <3

    Btw, O LAY FICOU LINDO, AMEI <3
    Beijo :*
    Hishoku no Sora

    ResponderExcluir
  2. Ei Tati :)
    Eu já deixei de ir muitas vezes também por insegurança ou preguiça, mas ultimamente ando tentando mudar isso! E: ignore as regras, se quiser, e comece atrasada! Ou não, também!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Tati! Olha, eu também tenho esse combo, não é fácil essa vida com essas três coisinhas, mas já deixei e deixo de fazer tanta coisa nessa vida por causa de certas inseguranças que to numa fase: conta até três e vai. E foi assim com o Beda e não me arrependo, to me divertindo bastante com os posts alheios e também com os meus, é que nem a Mia comentou num post meu, o beda serve pra a gente pensar menos na hora de postar aquele texto, simplesmente postar e se divertir com o resultado disso. Acho que se você tiver a fim, pode sim começar agora e participar, o que vale é você se divertir. Mas se não, fica pra próxima! Beijosss

    ResponderExcluir
  4. Também tenho esse combo, mas no meu caso ocasionalmente ele vem com crises de depressão de brinde. Só tem duas pessoas nesse mundo que me fazem respirar fundo, deixar tudo de lado e sair de casa, porque eu sei que com elas eu realmente fico bem; talvez ajude se você encontrar algo ou alguém que te faça sentir assim. (E só pra dizer, te acho um pouquinho parecida com essas minhas pessoas especiais)
    Ah, e sso aqui ficou lindo! Amei o layout!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me senti especial por parecer com suas pessoas especiais <3
      Crises de depressão é uma coisa que eu não sei como te aconselhar, porque cada pessoa é de uma forma, mas eu espero que você fique bem e que busque sempre ajuda, deixar-se ser ajudado é uma virtude, e não uma fraqueza, como muita gente pensa (não que você pense assim, claro).
      Obrigaaaaada, fico muito feliz vendo que as pessoas gostaram do layout!
      Obs: você é a Martina?

      Excluir
    2. Não disse? É muito fofa, essa pessoa...<3
      Ah, sim, sou eu mesma. Eu sempre esqueço de por o nome...Lamento...

      Excluir
  5. Ah, Tati, HAHAHAH! Eu pensei muito muito muito antes de entrar nessa doideira de #BEDA, mas chegou um momento em que eu simplesmente desisti de pensar e me joguei na coisa toda. Talvez seja disso que vc precise: 20 segundos de insana coragem! haha

    Beijo, e obrigada por estar nos acompanhando!

    ResponderExcluir
  6. Pois eu diria que ainda dá tempo de entrar nessa com a gente. O mês recém começou e regras estão aí para serem quebradas. Vamos, vai ser legal, eu juro! Quer dizer..não juro, mas quem não arrisca não petisca (?). Hahahaha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente bom dia, esse layout tá lindo, fiquei encarando a tela do notebook por uns bons minutos babando, com licença, obrigada.

    Sobre o post, eu também já fiz muito isso. E ainda faço. Marcar com os amigos pro sábado e passar a semana toda arrumando uma desculpa pra não ir. Porque minha cama tá tão boa e tenho tantas séries pra assistir, tantos filmes, tem que estudar e... Te entendo, miga. Por isso parei de marcar as coisas com antecedência. Porque eu me conheço. Já avisei meus amigos. Se quiserem que eu vá, me convidem na hora. Venham me buscar em casa, me joguem embaixo do chuveiro e vamos! Caso contrário, vou ficar aqui deitada. Tantos blogs pra ler...

    Com o tempo acho que não podemos ficar paradas e não fazer nada. Mas, por hora, deixa assim. Guardando forças pra vida adulta.

    Boa sorte pra gente, Tati!

    Palavras Alienadas

    ResponderExcluir
  8. 1. Seu lay = ♥
    2. Olha, eu nem pensei em fazer ou não: simplesmente fiz. Porque pensar nunca dá certo, pensar é uma péssima ideia, hahahaha
    3. O importante do BEDA é se divertir, sabe? A questão é NÃO PENSAR DUAS VEZES em publicar ou não um post. É divertido. Experimenta!
    4. Não sabia que você lia meu blog! Que querida! Gostei do seu, guria!

    Beijo! ;*

    ResponderExcluir
  9. Acho que muitas vezes o que nao nos move é ficar pensando muito sobre isso...

    Com a palavra "mim" que nao estou participando de nada... :P

    ResponderExcluir
  10. Deus me livre blogar todo dia. Me esforço pra blogar uma vez na semana e ainda assim as vezes fico feliz por ter blogado uma vez no mês, gata.
    Desculpa a minha ignorancia, pode me chamar de burra mesmo, e de babaca, mas eu não quero ofender, juro, estou perguntando na maior humildade, por cura curiosidade e admitindo que posso estar soando ignorante mesmo, mas: o que um desafio de blog que você faz por tras de uma tela de computador tem a ver com ansiedade e insegurança?
    Pode me matar, miga.
    Mas cara, eu te admiro muito.
    Eu sou muito fã de como você encara tudo isso, como admite ser assim, se assume e não força os seus limites.
    Tenho estado mergulhada em uma longa fase de fobia social e tenho certeza de que ela estaria sendo mais fácil se eu conseguisse enfiar na minha cabeça que simplesmente não quero sair de casa, em vez de sair e invariavelmente fingir estar passando mal pra voltar pra casa. Alguns amigos já estão preocupados achando que eu estou com algum problema de saúde sério.
    o.o

    ResponderExcluir
  11. Queria dizer que te marquei numa TAG lá no blog sobre escrita. O nome é ~se eu fosse você~ e a ideia é escrever um texto no "estilo" de escrita algum escritor famoso ou simplesmente de alguém que você admira. Ficarei muito feliz se tu conseguir responder! O link tá aqui, ó.

    ResponderExcluir

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3