Wishilist literária.

Algo que nunca paro de querer, além de comida, são livros, e é sempre difícil escolher apenas alguns para colocar em wishlists, mas ultimamente não consigo pensar em nenhuma leitura além das que escolhi para esse post, e não que eu esteja falando sério, depende de como você enxergar isso, mas se alguém por ai quiser mandar o link desse post para o programa do Celso Portiolli e quem sabe tocar o coração desse homem a realizar esse meu sonho de fim de ano: aceito. 


  1. Livre: A Jornada de Uma Mulher Em Busca do Reconhecimento (Cheryl Strayed).
"Aos 22 anos, Cheryl Strayed achou que tivesse perdido tudo. Após a repentina morte da mãe, a família se distanciou e seu casamento desmoronou. Quatro anos depois, aos 26 anos, sem nada a perder, tomou a decisão mais impulsiva da vida: caminhar 1.770 quilômetros da Pacific Crest Trail (PCT) – trilha que atravessa a costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, através da Califórnia e do Oregon, em direção ao estado de Washington – sem qualquer companhia. Cheryl não tinha experiência em caminhadas de longa distância e a trilha era bem mais que uma linha num mapa. Em sua caminhada solitária, ela se deparou com ursos, cascavéis e pumas ferozes e sofreu todo tipo de privação. 

Em Livre, a autora conta como enfrentou, além da exaustão, do frio, do calor, da monotonia, da dor, da sede e da fome, outros fantasmas que a assombravam. “Todo processo de transformação pessoal depende de entrega e aceitação”, afirma. Seu relato captura a agonia, tanto física quanto mental, de sua incrível jornada; como a enlouqueceu e a assustou e como, principalmente, a fortaleceu. O livro traz uma história de sobrevivência e redenção: um retrato pungente do que a vida tem de pior e, acima de tudo, de melhor. " 
Fonte: Skoob. 
Além de ser um livro com um relato da própria autora em um momento difícil, Livre foi adaptado para os cinemas e atualmente citado em Gilmore Girls: Um Ano Para Recordar, como uma grande inspiração para Lorelai Gilmore em uma fase cuja personagem precisa se encontrar novamente. Confesso que até o retorno das garotas Gilmore ainda não possuía nenhum contato com o mesmo, sendo Amy Sherman-Palladino parcialmente culpada pelo meu interesse. Além disso, o Valkírias teceu elogios à ele, e algo me diz que será uma leitura com resultados próximos aos que A Arte de Pedir, da Amanda Palmer, teve sobre mim. 

      2. Carry On: Ascensão e Queda de Simon Snow (Rainbow Rowell).
"Simon Snow é um bruxo que estuda numa escola de magia na Inglaterra. Profecias dizem que ele é o Escolhido. Você pode até estar pensando que já conhece uma história parecida. O que você não sabe é que Simon Snow é o pior Escolhido que alguém já escolheu. 
Poderosíssimo, mas desastroso a ponto de não conseguir controlar sequer sua própria varinha, Simon está tendo um ano difícil na Escola de Magia de Watford. Seu mentor o evita, sua namorada termina com ele e uma entidade sinistra ronda por aí usando seu rosto. Para piorar, seu antagonista e colega de quarto, Baz, está desaparecido, provavelmente maquinando algum plano insano a fim de derrotá-lo. 
Carry On é uma história de fantasma, de amor e de mistério. Tem todos os beijos e diálogos que se pode esperar de uma história de Rainbow Rowell, mas com muito, muito mais monstros."
          Fonte: Skoob. 

Quem é a rainha dos young adults e por que seu nome é Rainbow Rowell? Uma das teorias que tenho para todas as coisas ruins que acontecem no mundo é: se todos fossemos uma criação da Rainbow tudo seria melhor. Uma pessoa com esse nome consegue produzir algo ruim, gente? É claro que não consegue! Carry On é algo parecido com um spin-off de Fangirl, da mesma autora (e meu livro preferido dela!), onde a personagem Cath, fã de Você-Sabe-Quem, não, espera, fã de um bruxinho com um raio na testa, é muito conhecida por sua fanfic do mesmo, publicada na internet. Em alguns momentos de Fangil até temos acesso a alguns capítulos da fanfic, o que causou um pouco de descontentamento em vários leitores, mas várias pessoas já disseram que Simon Snow nos surpreende positivamente. É um YA sobre bruxos (!) gays (!) e isso é muito mais importante do que talvez pareça no primeiro instante, mas por se tratar de uma categoria repleta de casais heterossexuais importa muito. POR FAVOR CELSO, ME DÁ ESSE LIVRO!

     3.  Nimona (Noelle Stevernon).
"Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Menos ainda uma deliberada missão.
Até conhecer Nimona, Ballister fazia planos que jamais davam certo. Felizmente, a garota tem muitas sugestões para reverter esse quadro. Infelizmente, a maioria envolve explosões, sangue e mortes. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis, mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo. 
Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão – entre uma batalha e outra, é claro."
Fonte: Skoob. 
Nunca li graphic novels? Nunca li graphic novels! Mas desde o seu surgimento Nimona têm despertado meu coração (e o dos críticos literários também). Não tenho muito o que falar sobre, por se tratar de um lançamento recente, mas: quero.

     4.  Ninguém Vira Adulto de Verdade (Sarah Andersen).
"As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa.
Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos."
          Fonte: Skoob.

Desde que a descobri pela sua página no Facebook, Sarah se tornou uma das minhas amigas imaginárias. É incrível a capacidade dela de fazer com que eu me identifique com absolutamente todos os seus quadrinhos. Quando recebi a notícia da tradução do seu novo livro para o português só consegui pensar em uma coisa: precisa. ser. meu. Ah, o capitalismo, que bonito é!

    5.  Sobre A Escrita (Stephen King).
"Eleito pela Time Magazine um dos 100 melhores livros de não ficção de todos os tempose vencedor dos prêmios BRAM STOKER e LOCUS na categoria Melhor Não Ficção, Sobre a escrita — A arte em memórias é uma obra extraordinária de um dos autores mais bem-sucedidos de todos os tempos, uma verdadeira aula sobre a arte das letras. 
O livro também não deixa de lado as memórias e experiências do mestre do terror: desde a infância até o batalhado início da carreira literária, o alcoolismo, o acidente quase fatal em 1999 e como a vontade de escrever e de viver ajudou em sua recuperação. Com uma visão prática e interessante da profissão de escritor, incluindo as ferramentas básicas que todo aspirante a autor deve possuir, Stephen King baseia seus conselhos em memórias vívidas da infância e nas experiências do início da carreira: os livros e filmes que o influenciaram na juventude; seu processo criativo de transformar uma nova ideia em um novo livro; os acontecimentos que inspiraram seu primeiro sucesso: Carrie, a estranha. Pela primeira vez, eis uma autobiografia íntima, um retrato da vida familiar de King. 
Ao mesmo tempo um álbum de memórias e uma aula apaixonante, Sobre a escrita irradia energia e emoção no assunto predileto de King: literatura. A leitura perfeita para fãs, escritores e qualquer um que goste de uma história bem-contada."      
         Fonte: Saraiva. 

Já vi várias pessoas que leram dizendo que acaba se tornando bem cansativo, mas ainda assim não desisti de um dia tê-lo. Recomendo a resenha do Resenhando Sonhos, blog da Tami.

    6.  Uma Breve História do Tempo (Stephen Hawking).
"Uma das mentes mais geniais do mundo moderno, Stephen Hawking guia o leitor na busca por respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade: Qual a origem do universo? Ele é infinito? E o tempo? Sempre existiu, ou houve um começo e haverá um fim? Existem outras dimensões além das três espaciais? E o que vai acontecer quando tudo terminar?
Com ilustrações criativas e texto lúcido e bem-humorado, Hawking desvenda desde os mistérios da física de partículas até a dinâmica que movimenta centenas de milhões de galáxias por todo o universo. Para o iniciado, Uma breve história do tempo é uma bela representação de conceitos complexos; para o leigo, é um vislumbre dos segredos mais profundos da criação."
          Fonte: Skoob. 

Stephen Hawking é uma das pessoas que mais admiro na vida. Sei que tem bastante coisa errada por baixo do tapete, principalmente com relação a vida pessoal dele, mas academicamente não consigo deixar de respeitá-lo, por tudo o que acredita e por tudo o que fez e continua fazendo. Que livro, meus amigos!

    7.  O Oceano no Fim do Caminho (Neil Gaiman).
"Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos.
Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino.
Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano."
          Fonte: Skoob. 

Todo mundo sabe como Neil é maravilhoso no que faz e não há outra razão para amar e venerar absolutamente tudo o que esse homem toca. Sem mais explicações.

E vocês, que livros querem ler? Já leram algum da minha lista? Alguém tem o contato do Celso? Querem minha caixa postal pra mandar mimos, meninas? Comenta ai!


9 comentários:

  1. Eu tô com muia vontade de ler alguma coisa da Rainbow Rowell
    e fiquei bastante interessada em Nimona ^^

    ResponderExcluir
  2. "Ninguém vira adulto de verdade" parece ser ótimo!
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  3. ain a Rainbow é muito maravilhosa mesmo!
    desses só li o oceano no fim do caminho, não é muito a minha praia mais achei super legal!

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  4. Ahh já assisti o filme Livre, é MUITO bom! E o livro está na minha lista de desejos também hihi
    Estou esperando chegar dois livros que comprei, Guerra e Paz de Leon Tolstói, e O que há de errado com o mundo de G. K. Chesterton..
    Suuuper recomendo Na Natureza Selvagem, é o meu livro favorito! O filme também é muito bom, é o estilo bem parecido de Livre.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. sobre a escrita é maravilhoso <3 quero até reler!
    o oceano no fim do caminho é ótimo!
    já carry on é o único que ainda num li da rainbow, quero!
    também quero muito uma breve história no tempo.
    seu gosto literário é parecido com o meu <3 beijos! :*****

    ResponderExcluir
  6. Hahaha, o Celso! Adorei :)
    "Livre" já me interessa há um tempinho, mas agora, depois do revival de Gilmore Girls, eu não consigo parar de pensar em como eu preciso ler esse livro pra ontem, sabe? Acho que vou amar!
    Também acho que a Rainbow Rowell é a rainha do YA contemporâneo e Fangirl é o meu preferido dela. Ainda preciso ler mais, e "Carry On" está na minha lista, com certeza :)
    "Sobre a Escrita" deve ser incrível. Os livros do Stephen King não são muito o meu estilo, mas acho que vou gostar desse, já que não é uma ficção.
    "O oceano no fim do caminho" é bem bonito, mas quero muito reler um dia porque acho que não estava no melhor momento quando li.
    A sua wishlist é ótima e me interessei por tudo, sério! "Nimona" parece muito divertido!
    Beijos,
    Michas

    ResponderExcluir
  7. Tô doida com "Carry On" e "Sobre a Escrita", só não comprei ainda porque estou sem condições de ler nada novo hahaha

    Blog.
    Facebook.

    ResponderExcluir
  8. O Sobre a Escrita é maravilhoso mesmo ♥

    ResponderExcluir
  9. Tenho Sobre a Escrita do King e é ótimo! Além de ter boas dicas de escrita tem o King contando sobre a vida dele, quando ele era pobre, os problemas com as drogas e etc. Eu amo o King falando sobre a vida, parece até um vlog, ele é bem sincero e a linguagem dele é bem interessante.
    Carry on! Estou pra comprar esse livro há séculos. Amo a Rainbow, já li os outros 4 livros dela que a Novo Século lançou. É aquele tipo de livro que me faz sentir besta porque mostra que eu claramente ainda tenho muito daquela Natália babaca de 14 anos em mim. Amo, amo e amo ♥
    Comprei O Oceano no Fim do Caminho em alguma promoção e ainda não li, sou apaixonada pela capa e morro de curiosidade de ler Neil Gaiman, acho que vou tentar ler ele nas férias.
    Fiquei muito interessada no Livre. Ainda não tinha ouvido falar no livro, deu vontade de ler.
    Outro que não está na sua lista mas que eu estou procurando feito uma louca nas livrarias aqui de BH é O Ano em Que Disse Sim, da Shonda. Comprei pela internet e tô com medo de não chegar antes do ano novo :(

    ResponderExcluir

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3