O não saber.


Acho engraçado a condição de vida do ser humano. É tão estranho não ter previsão do que vai acontecer. Um dia está tudo bem, no outro nem tão bem assim. Um dia você quer comer salgados, no outro doces. Em um dia você reclama da rotina que leva, e em outro sua vida vira de cabeça pra baixo e você tem que se acostumar com um novo jeito de encarar as coisas.

Pra ser sincera, nem sei qual o motivo de eu estar dizendo que todas essas mudanças repentinas que nossas vidas sofrem são estranhas. Digo, como posso eu estranhar a inconstância se o próprio nome do meu blog é Novembro Inconstante? Se eu mesma sei que entre dez pessoas sou a mais inconstante delas? Ah, eu não sei mais o que queria falar.

O problema é exatamente esse, a gente nunca sabe. A gente nunca sabe quem vai nos ajudar quando as coisas realmente ficarem ruins, a gente nunca sabe quem vai se afastar sem motivo nenhum, nunca sabe como vai ser o dia seguinte, nunca sabe a revira volta que pode acontecer em menos de uma hora.

Mas e se soubéssemos de tudo? E se tivéssemos previsões do futuro? Talvez muitos teriam desistido da vida há muito tempo. Porque se tudo realmente é movido pelo destino, cada um nasce com um propósito, e se por exemplo um mendigo aos seus dez anos de idade previsse que se tornaria um morador de rua, será mesmo que ele deixaria a vida continuar? Afinal, dizem que o destino está escrito e ninguém pode mudar... Talvez seja melhor não saber, talvez as mudanças sejam o melhor jeito. Porque se há mudanças, há a esperança de que sua vida pode melhorar, não importa a situação em que você atualmente esteja.

Comentários

  1. Foi feito um estudo nos EUA, no qual perguntaram para as pessoas como seria se elas tivessem o direito de saber o dia e as circunstâncias de sua morte, e mais da metade dos entrevistados respondeu que preferia não saber.
    Adorei o post. A inconstância tem lado bom, mas faz muito mal para certo tipo de pessoa que não sabe lidar com ela (oi!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior de tudo Mari, é saber que você É inconstante e mesmo assim não ter se acostumado com a mesma

      Excluir
  2. Tati linda, chuchu, foi você quem escreveu?
    Não sei se minha admiração ao ler se deve à minha onda de falta de criatividade, ou por me identificar.
    Não queria saber como será meu futuro, só queria poder mudá-lo, sabe, e isso todo mundo pode, mas poderia ser mais fácil fazer escolhas e segui-lás.

    ME ADICIONA NO FACE OKAY: https://www.facebook.com/#!/aline.arruda.9822

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui eu que escrevi sim porque a fossa não tem limites
      Olha, se você realmente está sentindo o mesmo que eu apenas me dê um abraço porque sei o quão triste está a situação do seu coraçãozinho
      PÓ DEIXA GATS VAMO TC MUITO NO CHAT

      Excluir
  3. O melhor da vida é não saber o que vai acontecer, pois assim eu aproveito cada momento com intensidade, como se fosse o último. Afinal, o último pode estar mais perto do que eu penso.

    http://fimdofuracao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. JÁ COMEÇO TE A-M-A-N-D-O POR COLOCAR STROKES AÍ.
    No meu ponto de vista, mudar de opinião é saudável, sabe? Até mesmo quando alguém muda (no mal sentido) com você é uma coisa que você aprendeu. Aprendeu a não confiar mais nessa pessoa.
    Se eu gostaria de saber como vai ser meu futuro? Gostaria.
    Não, mentira. não gostaria.
    Pera, gostaria sim.
    Não, não ia gostar.
    Ah, não sei. uma das coisas que eu mais tenho medo é do futuro, sabe? Como você disse, acho que se eu visse meu futuro eu desistiria da vida. Hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. STROKES É VIDA COLEGA
      Compartilho dessa sua indecisão sobre se eu gostaria ou não de saber do meu futuro... É convidativo, porém medonho

      Excluir

Postar um comentário

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3