Transbordar.


Eu  fico perambulando os dedos pelo teclado numa tentativa de transbordar minha alma por meio das palavras, mas quando transborda afoga, quando afoga sufoca. Eu paro. Receio. Insegurança.

É estranho como fica mais fácil transbordar quando há na alma um mar de lágrimas querendo sair, quando o drama nosso de todos os dias fala mais alto do que quando o que precisa ser transbordado é o calor, não aquele que pinica, aquele que te deixa com vontade de sair, de se libertar. Você me liberta.  Me liberta da minha bolha de sabão, nem que por apenas algumas horas.

Me afogo, não nas lágrimas, não na libertação, mas no medo. E eu sei o quanto isso te incomoda. Só te peço pra ignorar o drama, a insegurança e a chatice. É uma troca entende? Vamos assim, transbordando mas sempre ali estendendo o braço caso alguém precise ser puxado de volta pra não se afogar.

E quando eu paro pra pensar em todos os clichês, em todos os romantismos não tão românticos assim porém para nós sim a única coisa que me vem a mente é "O mundo da voltas e surpreende amor..."

E pra quem não sabia se expressar bem com palavras escritas, você soube exatamente como fazer parte do inicio, meio e principalmente do fim de tudo o que aqui transbordei.

Comentários

  1. E o que foi a gota d'água?

    Amei o texto. Entendo sua bolha, tive que ir no outro post pra entender. Não acho que a solidão seja tão negativa quanto falam por aí. Mas transbordar em alguém é bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gota d'água é carinho em excesso, por incrível que pareça
      Realmente não é ruim, me acostumei com ela... Mas sempre tem alguém que até da pra abrir uma exceção

      Excluir

Postar um comentário

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3