23 agosto 2017

Home is a place of comfort. | BEDA #23


Durante muito tempo da minha vida, tive uma dificuldade imensa de encontrar um lugar em que pudesse sentir um conforto que independesse dos outros ali presentes, e assim vivi, por 19 anos. No ano passado, parte da minha rotina era composta por ir diariamente a pé para uma biblioteca pública próxima do local em que eu estudava, e ali passava minhas manhãs, o que eu considerava normal até um dia em que me sentindo mal durante a aula, levantei da cadeira e depois de comprar vários chocolates (pois sou dessas), me vi indo para o único lugar que poderia me confortar: a biblioteca.

Ela fica localizada no mesmo espaço que o paço municipal, o que faz com que a sua volta estejam dispostas praças, a prefeitura, a OAB da cidade, e um espaço bem amplo que te permite dar uma respirada. Exatamente para onde eu corri naquele dia que tudo parecia meio desalinhado. 

Não que eu costume guardar datas com facilidade, mas essa em especial ficou marcada na minha mente por ter sido na mesma semana do 7 de Setembro. Eu me sentia sufocada, não sabia se os caminhos que estava seguindo eram os que de fato eu deveria; hoje, quase próximo do um ano que isso aconteceu, percebo mais ainda a importância que aquele espaço tem na minha vida, já que não consigo mais ir pra lá sempre, e quando o faço, me sinto revigorada, como se todas as pessoas e todas as coisas que existem na Terra estivessem em perfeita harmonia e pelo menos naquele momento toda a minha vida parecesse estar muito além do que é certo. 

Existe sim um apego sentimental que tenho com o ano de 2016, que libertou e mostrou tanta coisa que eu já tinha apagado em mim, e é inevitável não conectar todos os sentimentos bons desse lugar com o que vivi nesse passado ainda tão recente, mas a certeza que de todos os lugares do mundo, aquele é o meu, só se faz certa por no presente ali ainda ser a minha válvula de escape. 

Um comentário

  1. Olá!
    A biblioteca da minha cidade sempre foi um dos lugares mais importantes pra mim. Já faz alguns anos que vou lá pelo menos uma vez na semana. E confesso que se eu ficar mais tempo sem ir, sinto uma falta enorme. Acho que bibliotecas sempre vão ser os melhores lugares haha.

    Abraços.
    https://aguardiadeestorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3

© Limonada.
Maira Gall