We're All In This Together: motivos pelos quais (ainda) amamos High School Musical.

Esse post contém gifs, referências, vídeos e sentimentos em grandes quantidades.


Here and now its time for celebration! Se você já assimilou a frase ao lado com a coreografia e está com o coração carregado de sentimentos, quebre a perna! High School Musical foi o que chamamos de Grease para os atuais jovens adultos, e como não sentir um aperto imenso no coração ao saber que já se passaram dez anos desde o lançamento do primeiro filme? 
Foi no ano de 2006, estávamos apenas existindo e o Disney Channel resolveu nos apresentar o que obviamente nos marcaria para sempre: um musical dentro de um colégio, onde acompanharíamos os três anos do Ensino Médio de Gabriella Montez, Troy Bolton, Taylor Mckessie, Chad Danforth e os irmãos Ryan e Sharpay Evans. A partir daquele dia todos nós nunca mais fomos os mesmos, sabíamos as músicas, as falas, as coreografias, queríamos todas as revistas que tivessem seus rostos estampados e eu não sei vocês, mas minha principal preocupação da época era manter minha pasta de fotos do filme (e dos atores, porque se eu não virasse uma completa obcecada por isso não teria valido a pena) o mais completa possível. Façam seus aquecimentos vocais Wildcats, e vamos todos nos envolver em um abraço enquanto lembramos como foi maravilhoso viver nesse tempo - e reconhecer que talvez nunca vamos superar essa trilogia - com os cinco motivos pelos quais ainda amamos High School Musical. 

5. Zac Efron: nosso primeiro crush.


Uma curiosidade: o papel de Troy Bolton foi oferecido para Matthew Underwood, vocês conseguem imaginar isso? Porque eu não!


Na época em que surgiu como Troy Bolton, Zac era apenas um menininho com cara de bebê, miudinho, com um total de zero pelos faciais. Mas nós nos importávamos com isso? É claro que não! Zac era para nós o que Harry Styles é para as jovens de hoje. É claro que existiam as relutantes garotas que insistiam em achá-lo horrível, mas nós não nos importávamos. Sharpay, nós entendemos porque foi tão difícil superar o jogador de basquete que não dava a mínima para você!

4. Complexo de Sharpay Evans.


Talvez na primeira vez em que vimos o primeiro filme, Sharpay tenha nos passado a impressão errada e muitos de nós achávamos que iríamos odiá-la pelo resto de nossas vidas, o que mudou completamente quando assistimos ao filme pela segunda vez (e se concretizou com o lançamento do segundo filme) porque vimos que ela na verdade se sentia sozinha e queria apenas um amor para chamar de seu, além do papel principal em todas as peças de teatro, é claro. Hoje sabemos: todos nós em algum momento da vida vamos viver o complexo de Sharpay Evans, mesmo que em silêncio. 

3. A versão estendida em DVD de High School Musical 3: Senior Year. 


Da pra acreditar que era 2008 quando invadimos salas de cinemas para ver o que seria o fim?
Não contente em ter visto o filme nas telonas (e chorado quando a famosa cortina vermelha se fechou pela última vez) você quase enlouqueceu seus pais pedindo pelo DVD versão estendida do filme. E quantas não foram às vezes em que assistimos a entrevista final com os atores contando o que aquilo tudo significava para eles? O que dizer de Zac Efron declarando não ter chorado pelo fim com medo de ter sua - até então pouca - masculinidade ultrajada em rede mundial e logo em seguida darmos de cara com uma cena do mesmo abraçando seus colegas de trabalho e limpando o cantinho dos olhos no maior estilo "caiu um cisco aqui, tá difícil de tirar!", PODE CHORAR ZAC, A GENTE CHORA ATÉ HOJE!

2. Gabriella Montez e Troy Bolton são Zac Efron e Vanessa Hudgens na vida real, REPASSEM.


A gente ainda nem sabia o que era shippar, mas shippavamos Zac Efron e Vanessa Hudgens com todas as forças do universo. Ver os dois cantando Breaking Free juntos e não acreditar que o amor entre eles existia era como não acreditar no casamento de Brad Pitt e Angelina Jolie. Até que um dia aconteceu: can you feel it building like a wave the ocean just can't control???????????????? Zac Efron e Vanessa Hudgens estavam namorando, Zanessa era real e para nós era como se fossem o Príncipe Willians e sua amada plebeia Kate. Que casal, que momento! Cada foto deles juntos nos causavam emoções incontroláveis, e ouso arriscar dizer que foram cinco anos muito intensos para todos nós porque it's like catching lighting the chances of finding someone like you, it's one in a million the chances of feeling the way we do and with every step together we just keep on getting better.


Não vamos nos esquecer do tiro em forma de clipe, Say Ok, quando Vanessa Hudgens transformou seu amor pelo belo moçoilo de olhos azuis em canção, que hino!



E o quão lindo foi o terceiro filme? Gabriella, a Rory Gilmore de HSM, finalmente iria para a faculdade que sempre sonhou, mas teria que se mudar para longe enquanto Troy (assim como Dean em Gilmore Girls. Coincidências? Eu acho que não!) estava ali nos representando sem saber o que é que ele estava fazendo da vida. Quando tudo parecia acabado, quando Sharpay poderia comemorar mesmo não estando mais nem ai para Troy no Senior Year (que amadurecimento repentino, me orgulho até hoje!), Troy se mostrou o bom namorado que sempre foi e não permitiu que seu amor com Gabriella acabasse, nos fazendo suspirar ainda mais por ele quando foi até sua amada em um carro não tão-bom-assim convida-la para o baile. E QUE BAILE! Para nós um namoro like a Troy Bolton e Gabriella Montez, pra eles o outro lado.

1. As coreografias, as músicas, os finais, os sentimentos!!!


Eu tinha um ritual oficial quando assistia ao filme: na primeira exibição ficava na minha, apenas assimilando cada detalhe daquele momento tão importante para a minha formação como pessoa. Na segunda exibição, eu já tinha decorado as músicas e algumas falas, estão me permitia levantar do sofá e aprender as coreografias, nas próximas vezes em que os assistia quem via de longe achava que eu estava treinando para futuras audições do Disney Channel, porque eu já sabia cada piscada de cada personagem. E como não amar as coreografias? Como não saber de cor e salteado? 




E o que eram as letras das músicas? Tão motivacionais, românticas e inspiradoras! Um momento importante em Senior Year: quando canta Scream, todo revoltado, Troy Bolton faz o caminho inverso que Gabriella fez quando cantou When There Was Me And You no primeiro filme, vocês conseguem entender todos os significados por trás desse simples ato?




E OS FINAIS MEUS AMIGOS? Esses que sempre relutávamos quando percebíamos que estavam acontecendo, porque cada vez que o crédito de um dos filmes aparecia nós sentíamos o que tentávamos evitar: uma hora aquilo ia acabar de vez e nós teríamos que existir sem as continuações do filme. Sharpay podia passar um filme todo sendo antissocial com seus colegas e pisando em quem quer que fosse para conseguir fazer sua estrela brilhar; Ryan ficava horas sendo o irmão faz tudo; Troy passava filmes inteiros questionando sua existência e o amor de Gabriella (pessoas desequilibradas emocionalmente: nós estávamos sendo representados desde o inicio e nunca reparamos); Gabriella estava ali, sempre relutante na hora de dar uns beijinhos em seu namorado porque até quando não estava estudando ela sentia que precisava estudar; Chad fazia seu papel de amigo insuportável tentando convencer Troy de que cantar era bobeira, legal mesmo é bater uma bola na quadra enquanto Taylor queria apenas ser influente e claro, dar umas beiçadas em Chad, e todos eles, até os personagens desfocados como a Sra. Darbus, professora de teatro e Kelsi, a compositora que custou a ser notada (mas jamais esquecida, #somostodosKelsi) podiam passar um filme todo cheio de intrigas, dúvidas e questões, mas no fim todos se juntavam para cantar e dançar ritmicamente. Que filme, que época, que experiência!

Dez anos depois fomos surpreendidos com a reunião dos atores para relembrar todos esses feelings, com direito a ver carinhas expressando um pouco de vergonha alheia e um Zac Efron dizendo que dançar We're All In This Together foi um dos melhores momentos de sua vida.



Eu não sei vocês, mas eu estou me retirando com minha caixa de lenços pronta pra minha maratona dessa trilogia tão importante na minha formação criança/pré-adolescente/adolescente/o resto de toda a minha vida. E deixo dito: pra andar comigo tem que saber a letra e a coreografia de All For One. 

Comentários

  1. Aiii MEU DEUSSSS! Qui post é esse??? me segura que vou ter uma ataque de Amor e Nostalgia <3333333333.
    HSM, foi uma das melhores coisas da minha infância, e é até hoje. Ainda escuto as músicas deles, vejo as coreografias... tudo ao qui remete a esse mundo de HSM.
    Adorei esse post, e o HSM <3333. HSM é VIDA, e eu os AMOOO de montão.
    Ps:. pra andar comigo tem que saber "All For One", e todas as coreografias e músicas de HSM, portanto podemos ser amigas <3333.

    blog-quemsoueu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gente, eu estava CIENTE da existência desse post, eu estava PSICOLOGICAMENTE PREPARADA, eu passei o dia todo pensando ISSO VAI EXISTIR, EU SEI QUE VAI EXISTIR, E VAI TER GIFS, E VAI TER FEELS, E VAI TER COISAS, e mesmo assim eu tô aqui em prantos. Volta 2006, volta HSM, volta tudo!!!!

    Vou por partes que assim eu me organizo melhor (e mimo com mais afinco!):
    5. Zac, nosso príncipe encantado antes de todos os príncipes, dono dos nossos corações, grande paixão, mozão, etc. e tal. Pedi em casamento tantas vezes que nem sei (e continuo pedindo, confesso). Eu sorria quando ele aparecia, eu entendia os problemas dele, eu queria ser um refúgio pra quando ele quisesse cantar e jogar basquete e ficar de boas. Jamais superarei o efeito Troy Bolton na minha vida, não sou capaz.
    4. Sharpay Evans sou eu, eu sou Sharpay Evans. Adorava quem ela era, as coisas que ela queria, a mania de grandeza, a música na beira da piscina e como, na verdade, ela era uma boa pessoa. Adorava o Ryan também. Queria ser amiga deles e entendia 100% o porquê dela morrer de amores pelo menino Troy. Quando saiu um filme só dela, eu já era grande e mesmo assim assisti, chorei e, se passar, vejo de novo. Melhor pessoa.
    3. ESSA VERSÃO ESTENDIDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vou me conter e dizer que o melhor presente que eu já ganhei, aos 17 anos, foi esse DVD de HSM, que a minha melhor amiga tinha e NÃO QUERIA MAIS. Fiquei completa.
    2. Zanessa. MEU DEUS, SIM!! Eu nunca vou superar, tenho certeza. Tinha tanto tempo que não via esse clipe que dei play e meus olhos encheram de água AHAHAHAH Gente, que época maravilhosa, fala a verdade! E ela na reunião, vendo a audição deles dois juntos? afffffff, se eu não achasse o namoro atual dela a coisa mais fofa, super seria a favor deles dois marcarem um café e, quem sabe, um casamento.
    1. Não duvida de mim: sei dançar We're All In This Together até hoje (obrigada Disney Channel pelos filmes sing along/dance along). Vamos fazer uma festa onde todo mundo vai ter que dançar também? E vamos colocar só HSM pra tocar. E vamos nos fantasiar. E vamos viver desse filme pra sempre, por favor, obrigada.

    Não consigo ver essa reunião. Vi ontem e chorei horrores, olhei o vídeo e quis chorar de novo. Gente, para com isso, pelo amor de deus, me dá uma folga. Já basta Ashley e Vanessa e Monique serem BFFs até hoje, não preciso de todo esse amor. O Corbin vendo o uniforme que ele usava como Chad, GENTE, QUE AMORZINHO QUE ELE É!!! (Inclusive shippava DEMAIS Chad e Taylor.)

    Tô malz com esse post, tomei muitos tiros.
    Mas affffff, ainda bem que você postou.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Apenas MUITOS FEELS envolvidos nesse post, socorro! <3 Eu não era tão nova na época do HSM, já tinha uns 17 anos. Mas olha, não to nem aí, amava muito, sabia todas as músicas E arrisquei aprender as coreografias, o que pra mim era muita coisa haha (me aprimorei mais na bob bop bop bop to the top <3) E o terceiro filme, o que foi aquilo minha gente, muito amor envolvido... <3

    Curti bastante seu blog! ;)

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Lembro que na época de HSM era uma briga entre RBD x HSM, eu era do time que gostava dos dois e ninguém me entendia por causa disso hahah Meu deus, quantos sentimentos ao ler esse post <3 Sempre achei o zac efron maravilhoso, mas quem diria que ele tornaria esse homem mais que maravilhoso que ele é hoje? Sempre que vejo uma foto ou um filme dele fico babando hahah E eu entendo totalmente o complexo Sharpay hahah Amei muito esse post e tô amando seu blog moça, muito amor <3

    oh, wow, lovely ❁

    ResponderExcluir
  5. Caramba, que época boa hein?! Eu era apaixonada por HSM e acredite se quiser, queria que a Sharpay ficasse com o Troy kkkkkkkkkkkk meio louco, mas amava a Sharpay e amava o Troy, então né, sempre torcemos pros nossos favoritos ficarem juntos kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Nossa tirou as lágrimas do meu olho kkkk !
    Eu sou apaixonada por High school musical até hoje, porque realmente como você disse marcou minha infância e sempre quando eu vejo eu choro de saudades. Um casal que eu nunca irei superar é Troy e Gabriella, eles deveriam ter se casado na vida real mano, por favor deuses me entendam heueheueheuheu. E eu com certeza sei todas as falas e todas as coreografias, principalmente de were all in this together, a mais clássica. Beijos amei muito esse post ! <3

    tri-vial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não passei pela fase HSM, mas você me ganhou quando disse que esse era um post com grandes quantidades de sentimentos. Se tem um troço que eu AMO e valorizo são os tais sentimentos e como eles unem pessoas com um amor comum, seja o One Direction, a Taylor Swift, RBD ou HSM. É lindo isso.

    beijo!

    ResponderExcluir
  8. Também não passei pela fase HSM, mas você me dá um desconto se eu disser que chorei no último filme e sou completamente apaixonada pelo Zac Efron, mesmo que essa paixão tenha começado quando assisti 17 outra vez? Achei seu post divertidíssimo!!
    Acompanhei um pouco da febre no flogão (sim) porque tinha amigas alucinadas que shippavam Zanessa com muita fé. E é sempre maravilhoso quando o ship da gente vira realidade, né? Que delícia é shippar! E que delícia são esses momentos feelings are the only facts. Todo mundo precisa disso nessa vida.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. MEUS SENTIMENTOS MEUS SENTIMENTOS!!!!!!!!11!1

    TATIANE DO CÉU, PORQUE TU FAZ ISSO COMIGO, MULHER?? Nossa que saudades da minha época de fangirl, que saudades de shippar zanessa, de dançar as coreografias no colégio cas coleguinha, de fazer plantão no cinema pra assistir a estréia do último filme EU TO GRITANDO

    O Zac foi o ativador dos meus hormônios da pré-adolescência, eu tenho certeza disso. AUHSUAHSUAHSUHAS Quando ele e a Vanessa terminaram, fiquei de luto uma semana, coração de shipper sofre aff :'( E será que podemos falar da Vanessa de dama de honra no casamento da Ashley??? EU NÃO TENHO ESTRUTURAS PRA ISSO MEU POVO!


    Quando eu vi a notícia dessa reunião quase tenho uma taquicardia, que coisa linda modeus eu quero morder todos eles <333

    Já quero maratonar os filmes com toda a seção de comentários!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, Tati, eu assisti ao último vídeo e fiquei toda arrepiada porque MOMENTOS!!!!!!

    Lembrei que a primeira vez que assisti ao filme foi no natal numa dessas reuniões familiares que a gente fazia na casa da minha avó. Todos os meus primos ficaram quietinhos pra ouvir o filme e foi tão legal.

    Adoro esses filmes adolescentes e antes de ontem assistir NOVAMENTE "Mean Girls" e acredito que reassistir HSM seria o mesmo sentimento de querer voltar pra adolescência ou contar pra mim mesma há uns anos que era pra aproveitar tudo aquilo... Os momentos, os filmes, os galãs da época porque hoje em dia isso deixou muuuuuuuita saudade.

    Amei o post. Me fez sentir uma nostalgia sem tamanho!

    ResponderExcluir
  11. Eu lembro quando esse filme saiu e bombou! Só se falava nisso e no Zac e Vanessa hahahah
    Hoje eu olho pra ele e acho bem méh, parece que é sempre o mesmo personagem, mas nessa época ai ele era o corpo do momento. Apesar de eu achar que ele está muito melhor agora.
    E essa reunião foi sensacional. Vanessa ta muito diva <3

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
  12. Eu adorava o filme!! Mas lembro que já fui a DIFERENTONA muito antes de ser modinha hAUIHAhUAhIUAHUIAhUAIhUIAH. Minhas amigas AMAVAM o Zac e achava ele muito sem graça ahuHAuhuhuHAuHAh

    ResponderExcluir
  13. Eu queria ter essa relação com séries que as pessoas tem. Nunca gostei de Chiquititas (altos bullying na escola porque eu cagava pra quem ia ser a Mili já que eu não ia brincar mesmo), não assisti HSM e também passei reto pela febre do RBD. Eu era meio underground, além de ser um pouco mais velha que tu em 2006, então...
    Mas acho legal, quando teve Rouge em 2002 eu gostava pra caralho, colecionava tudo, e antes quando era criança tinha as Spice Girls. #idosa
    Acho que é importante pros jovens e pré adolescentes terem algo pra se identificar assim.
    Bezo linda <3

    ResponderExcluir
  14. Ameeeei esse post <3 Ai infância <3 Como valeu a pena ser na época desse filme, nossa, eu comia os chips que viam chaveiros dos filmes, álbum de figurinhas, adesivos, etc. EU AMO dançar no final do primeiro filme hahaha, chorei com especial de 10 anos? OBVIO! Essa trilogia vou apresentar para minha caçula, meus filhos no futuro e netos hahaha
    Beijos!
    www.mandyline.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3