The last one. | BEDA #31




Junho de 2016, exatamente 3 anos após eu ter feito meu primeiro post (que hoje já não existe mais) em um endereço do Blogger nomeado como Novembro Inconstante, aceitei algo que já sentia desde o inicio do ano: o espaço criado para ser meu "HD externo" já não me pertencia mais. Meu lado racional, não satisfeito em controlar minha vida real decidiu que seria ótimo transformar o que criei para ser quem sou independente do que isso significasse em um blog de quaisquer outras aleatoriedades que não expusessem meus pensamentos de sempre. Foi quando apareci contando sobre a newsletter e decidi que além do só acontece comigo nada pessoal seria postado aqui outra vez. 

Era mentira.

Desde o inicio do ano eu já vinha pensando na possibilidade de participar do BEDA, queria tê-lo feito em Abril, já que esse segundo semestre é um pouco mais cruel comigo, mas como não queria ser a única dos blogs que acompanho postando todos os dias decidi esperar até Agosto, decisão que me fez querer jogar tudo pro alto quatro vezes e mesmo assim aqui estou eu, escrevendo o último de trinta e um posts.

Trinta e um posts. Não escrevo com numerais, não quero fazer parecer que foi simples chegar até aqui, foram trinta e um posts, com direito a negrito; trinta e um posts, com direito a itálico, trinta e um posts, com direito a sublinhado.

TRINTA E UM POSTS.

Assim, do tamanho que esse Agosto teve, do tamanho das vezes que eu não sabia mais o que postar e falei no Twitter que ia parar, do tamanho do medo que tive antes de postar qualquer texto que dissesse muita coisa, do tamanho do medo de continuar me expondo, do tamanho dessa minha vontade estranha de passar despercebida e ainda assim ser notada.

Teve um cronograma que deu errado (um erro que acabou sendo para melhor), nove posts de só acontece comigo, pequenas e grandes lembranças, três top 5, teve textão e textos pequenos que foram imensos, teve o meu dia-a-dia em conto e ninguém percebeu (agora vocês sabem, hehe) e é claro que não poderia faltar a velha pauta: introversão. Foram 31 posts de sentimentos, o que não acontecia há muito tempo por aqui.

Ainda tive a oportunidade de conhecer novos blogs e de me aproximar mesmo que quase nada de pessoas incríveis, de pensar com um pouco menos de pressa no que é que tá acontecendo com a minha vida e se é esse mesmo o caminho que eu quero seguir, de prestar atenção em pequenas coisas da minha rotina e perceber que existir é um negócio dolorido, mas bonito demais pra eu não ser a mesma garota de 10 anos que escreveu um texto pela primeira vez e percebeu que podia eternizar tudo o que quisesse com palavras. 

Daqui pra frente é  ladeira abaixo: Setembro e Outubro passam rapidinho, Novembro é um mês horrível em que todos os fins de semana eu vou estar respondendo 90 questões e chorando com a possibilidade de não entrar na faculdade outra vez, e quando a gente notar já vai ser Dezembro e eu vou estar aqui escrevendo sobre meu ano como sempre faço. Não sei quando volto, mas sei que volto, peço paciência pra lidar comigo porque eu sou essa pessoa estranha que tá sempre mudando de ideia, mas aqui vai ser sempre meu lugar. Pode ser que eu suma em Setembro, só pra não sobrecarregar, mas a probabilidade de eu aparecer lá no Trupica, mas não cai contando coisas que não podem ser ditas aqui é grande. Segurem minhas mãos, ainda tem muita palavra por vir.

Dia 3108 (se você se esforçar consegue ler um 'BLOG' ali) é comemorado o Blog Day, essa data feita pra gente não esquecer uns dos outros e pensar em como é maravilhoso morar nesse mundinho virtual até em tempos que a internet toda anda agressiva. Já escrevi muito então vou ser breve e contar com a cooperação de vocês pra dar uma passada em cada um dos blogs que vou deixar aqui, porque vale a pena, garanto!

Eu fico por aqui, obrigada pelos comentários, pelas leituras sem comentários que ainda assim foram leituras (e isso é ótimo!), pelo apoio no grupo Se Organizar, Todo Mundo Bloga e pela paciência de em pleno dia 31 ainda estar aguentando meu "discurso emotivo". Fiquem bem, e dessa vez não vai ter até amanhã. 


Comentários

  1. Estou passando em todos os blogs do meu feed que completaram o BEDA para estourar um champagne virtual.
    Eu tentei fazer um cronograma de assuntos, mas eu liguei o foda-se depois da segunda semana. rs

    ResponderExcluir
  2. Todos que conseguiram postar todos os dias foram verdadeiros vencedores! Eu sequer quis tentar!
    Não conhecia a maioria dos blogs, vou visitá-los.
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  3. ACABOOOOOOOOOOOOOOOOOOOU ACABOOOOOOOOOOOOOU e confesso que eu to sofrendo de saudade, risos. Mesmo apesar daqueles dias que a gente não tinha nem ideia do que postar, me diverti demais nessa ideia louca. Achei ótimo que ce nao abandonou o blog, porque eu até gosto das newsletters (essa coisa da privacidade e tudo mais, eu entendo), mas esse canto aqui onde a gente pode vir e comentar e linkar os amigos funciona de um jeito diferente e eu gosto muito de ter outras pessoas com quem trocar histórias e vir aqui me empolgando com os posts. Repito você: também fiquei super feliz de termos passado esse mês bedando juntas, compartilhando os feelings e ficando mais próximas, e espero que você não suma demais das internets (apesar dessa famosa barra chamada vestibular). E É TETRA!!!!!!!!!! HAHAHAHAH :** <333

    ResponderExcluir
  4. Eu acompanhei alguns posts do seu BEDA e olha, todas que participaram deveriam ganhar um selinho do BEDA - eu sobrevivi. Hahahahahah Adorei acompanhar seus textos, me identifiquei com muitos sentimentos e torço para que não demore a voltar a escrever por aqui, por que a gente adora e tá junta nessa.

    Também completei o BEDA e fiquei com sentimento de quero mais. Acho que quanto mais parado a gente fica, mais parado queremos ficar. Movimentar o blog nesse mês de agosto, que sempre é bem depressivo, me fez bem. Tanto que estou me jogando em um projeto de bordado no fim desse semestre. vamos ver no que vai dar hahahah.

    bêjo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-Spam não são publicados.
-Costumo responder todos os comentários no blog de quem os faz, se você estiver em anônimo, volte ao post em que comentou que responderei no mesmo.
-Obrigada por visitar <3